PF diz que Bolsonaro, ex-ministros e militares atuavam em seis núcleos em tentativa de golpe de Estado

O relatório da Polícia Federal que fundamentou a operação realizada nesta quinta-feira (8) contra o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), ex-ministros de seu governo e militares detalha a atuação do grupo em seis núcleos distintos, todos voltados para a organização de uma suposta tentativa de golpe de Estado.

A investigação, que resultou na emissão de 33 mandados de busca e apreensão e quatro mandados de prisão preventiva, identificou os seguintes núcleos:

  1. Núcleo de Desinformação e Ataques ao Sistema Eleitoral: Este grupo seria responsável pela produção, disseminação e amplificação de notícias falsas relacionadas à lisura das eleições presidenciais de 2022. O objetivo era incentivar seguidores a se reunirem em frente a quartéis e instalações das Forças Armadas para criar um ambiente favorável ao golpe de Estado. Os integrantes incluem Mauro César Barbosa Cid, Anderson Torres, Angelo Martins Denicoli, Fernando Cerimedo, Eder Lindsay Magalhães Balbino, Hélio Ferreira Lima, Guilherme Marques Almeida, Sergio Ricardo Cavaliere de Medeiros e Tércio Arnaud Tomaz.
  2. Núcleo Responsável por Incitar Militares a Aderirem ao Golpe de Estado: Este grupo selecionava alvos para realizar ataques pessoais contra militares em posições de comando que se opunham às ações golpistas investigadas. Os ataques eram difundidos através de múltiplos canais e influenciadores com autoridade perante a audiência militar. Os integrantes são Walter Souza Braga Netto, Paulo Renato de Oliveira Figueiredo Filho, Ailton Gonçalves Moraes Barros, Bernardo Romão Corrêa Netto e Mauro Cesar Barbosa Cid.

Os outros núcleos investigados pela Polícia Federal incluem o jurídico, operacional de apoio às ações golpistas, de inteligência paralela e de oficiais de alta patente com influência e apoio a outros núcleos. A investigação continua em andamento para apurar as alegadas tentativas de golpe e abolição do Estado Democrático de Direito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *