Governo do Estado faz doação de bens ao Iphan por meio de Termo de Cooperação Técnica e Financeira

O Governo do Estado, representado pelo Coordenador Executivo da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), engenheiro civil Marcellus Campêlo, realizou nesta sexta-feira (28), na sede da UGPE, o repasse dos bens contidos no termo de cooperação técnica e financeira firmado com Instituto do Patrimônio histórico e Nacional (IPHAN), representado na ocasião pela superintendente do Iphan, Karla Bittar.

O repasse dos bens é parte de um termo de cooperação técnica e financeira firmado entre a UGPE e o IPHAN e quem tem por objetivo proporcionar plenas condições e uma estrutura adequada ao IPHAN/AM para que a autarquia atue com mais agilidade e efetividade nas demandas de fiscalização, licenciamentos e levantamentos realizadas pelo instituto nas obras executadas pelo Governo do Estado.

Ao Iphan cabe a conservação dos equipamentos obtidos através do termo, assim como a vistoria periódica dos mesmos pela UGPE, atestando a conservação dos equipamentos. Cabe também ao instituto auxiliar a equipe técnica do Governo do Estado na elaboração de Termos de Referência relacionados à conservação e a coleta de materiais com valor arqueológico, como também a realização de cursos, palestras, oficinas e seminários visando o aprimoramento técnico em arqueologia.

O Governo do Estado, representado pela UGPE como proponente no termo de cooperação, realizou a aquisição de bens mobiliários, arquivos deslizantes, equipamentos de informática, veículos, drone e uma impressora plotter que está em fase de licitação.  

 “Nós hoje recebemos esses bens do Governo do Estado, por intermédio da UGPE e do coordenador Marcellus Campêlo. Esses equipamentos representam um grande ganho ao instituto em virtude da dificuldade que teríamos para vislumbrar um orçamento através do tesouro nacional para a compra desses equipamentos”, afirmou a superintendente, Karla Bittar.

O Coordenador Executivo da UGPE, Marcellus Campêlo, afirma que “o Iphan é um grande parceiro do Prosamim e do Governo do Estado, nos ajudando a identificar e cuidar do patrimônio histórico encontrado nas obras, nos orientando no resgate e no manuseio desses materiais. As futuras obras do programa e do Governo do Estado tem suas execuções realizadas junto as análises e licenciamentos realizados pelo Iphan, então para nós é uma grande satisfação de poder identificar essas necessidades que o Iphan possuía e contemplar a aquisição desses bens através do termo de cooperação”.

Foto: Divulgação/UGPE. 
Mais informações: Assessoria de Comunicação da Unidade Gestora de Projetos Especiais/Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (UGPE/Prosamim): Tiago Pires Corrêa (98249-0635).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *