Aeroporto Internacional Eduardo Gomes é o que mais detecta passageiros com Covid-19 em Manaus

Foram detectados 28 passageiros desembarcados com Covid-19 no aeroporto

O Aeroporto Internacional Eduardo Gomes é o posto de testagens de Vigilância Genômica para Covid-19, no Amazonas, que mais detecta passageiros desembarcados em Manaus com a infecção. O relatório mais atualizado da oferta de testes de diagnóstico, divulgado nesta quinta-feira (12/08), aponta para 28 casos detectados no aeroporto, 9 casos no Porto e 8 na Rodoviária de Manaus, totalizando 45 casos positivos para o novo coronavírus. No monitoramento de variantes do vírus, foram identificadas contaminações pela variante Gama, também conhecida como P.1.

Os casos positivos detectados no aeroporto foram identificados em passageiros desembarcados em voos procedentes de São Paulo, Fortaleza, Belém, Brasília, Guarulhos, Ponta Porã, Rio de Janeiro, Campinas e de municípios do Amazonas, como Coari, Tefé e Parintins.

As testagens iniciaram em 31 de maio e já somam 11.895 exames de diagnóstico de Covid-19, realizados por testes de antígeno e RT-PCR. “A realização das testagens é importantíssima para que a FVS mantenha o monitoramento de variantes por meio da Vigilância Genômica. Então, continuamos sensibilizando os passageiros para que realizem o teste e contribuam para essa ação”, afirma a enfermeira coordenadora das testagens, Evelyn Cesar.

A testagem é gratuita e voluntária, quem chega a Manaus pelo aeroporto é informado sobre a realização dos exames ainda na aeronave, após o pouso. “Os técnicos estão a postos para atender os passageiros que estão desembarcando e explicam a necessidade da realização do teste e a importância do diagnóstico precoce da infecção, para realizar o tratamento e isolar os casos detectáveis”, detalha a enfermeira.

Postos – No Porto de Manaus, os passageiros ficam sabendo das testagens por meio de banners, afixados em locais estratégicos próximo à entrada e saída dos passageiros. Já na Rodoviária da capital, a abordagem técnica ocorre no desembarque e o posto de testagem está na saída da estação rodoviária.

No porto, os passageiros detectados com a infecção chegaram a Manaus vindos de Iranduba, Parintins, Maués e Tabatinga, cidades do Amazonas; e Santarém e Alenquer, no Pará. Na rodoviária, os casos positivos são provenientes de Boa Vista, Itacoatiara e Manaquiri.

Sequenciamento – As amostras dos casos detectáveis foram encaminhadas ao Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) para realização do sequenciamento genético para identificação da variante dos passageiros contaminados. Todas as fichas de notificação são encaminhadas para a Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa/Manaus) para que seja realizado o monitoramento dos casos. A equipe dos postos de testagens é responsável pela inserção das fichas de notificação, preenchidas no local, ao sistema de notificação oficial do Ministério da Saúde.

Referência – A FVS-RCP é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas. A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. Contato telefônico da FVS-RCP (92) 3182-8550 e 3182-8551.

FOTO: Catarina Sampaio/FVS-RCP

Informações para a imprensa: Assessoria de Comunicação da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP): Maíra Pessoa Fragoso (3182-8523 e 98403-8627) e Girlene Medeiros (98103-6963).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *